Quatro estágios das revoluções científicas

Os quatro estágios de uma revolução científica segundo I. Bernard Cohen (Revolution in Science, 1985, Cap. 2):

(1) Revolução conceitual. Estágio de natureza intelectual, e com caráter privado (ou pelo menos restrito a um pequeno grupo). A “descoberta” científica em si.

  • Exemplos deste estágio nas revoluções: a descoberta por Watson e Crick da estrutura de dupla hélice dos ácidos nucléicos; a formulação das equações da eletrodinâmica por Maxwell; os dois postulados da teoria da relatividade restrita de Einstein; o postulado quântico de Planck; os princípios de composição e de relatividade dos movimentos em Galileu.

 

(2) Proposta de um programa de pesquisa. Compromisso com uma idéia mestra. É quando o cientista se conscientiza de que a idéia originada no estágio (1) pode dar sustentação a um programa de pesquisa.

  • Exemplos de revoluções especialmente expressivas neste estágio: Boyle (The sceptical chymist); Lavoisier (Traité élementaire de chimie, présenté dans un ordre nouveau); Maxwell (artigos de 1855-1864 sobre eletromagnetismo); Dalton (A New System of Chemical Philosophy).
  • Exemplos de revoluções abortadas neste estágio: Thomas Harriot; Évariste Galois; o tratado Le Monde de Descartes.

 

(3) Difusão pela comunidade científica. Circulação, pela comunidade, das novas idéias propostas (estágio 1) e publicadas (estágio 2). É quando entram em ação a estrutura organizada da comunidade científica e os mecanismos de divulgação da produção acadêmica. Processo hoje facilitado e acelerado graças aos meios de comunicação eletrônicos e à Internet. Estágio chamado por Cohen de “revolução no papel”.

  • Exemplos de revoluções abortadas neste estágio: o heliocentrismo de Aristarco.
  • Exemplos de revoluções atrasadas neste estágio: o heliocentrismo de Copérnico.

 

(4) Formação do consenso na comunidade científica. Ocorre quando uma porção substancial da comunidade aceita e endossa as idéias que passaram pelos três estágios iniciais.

  • Exemplos de revoluções abortadas neste estágio: cosmologia de Velikovsky; mesmerismo; Blondlot e os raios N; poliágua; fusão nuclear a frio; eletrodinâmica de Weber.
  • Exemplos de revoluções atrasadas neste estágio: Mendel e a genética clássica; Wegener e a teoria da deriva continental.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s