Informes e documentos sobre a greve dos docentes

[15/08] Senadores apóiam reabertura de negociação do governo com docentes em greve.

[14/08] Comunicado do Comando Local de Greve a respeito do indicativo do CNG sobre a realização de Assembléias Gerais nas IFES com vistas à elaboração de uma contraproposta para negociação com o governo.

[10/08] Posicionamento oficial da reitoria da Ufabc, encorajando a rebaertura de negociações por parte do MEC sobre a carreira docente e posicionando-se contra o desconto de dias parados.

[09/08] Slides do Prof. Prof. Dr. Décio Luis Semensatto Junior, da Unifesp-Diadema, que permitem visualizar, por meio de gráficos baseados nos valores numéricos, a diferença entre a proposta de carreira estruturante do ANDES-SN e as carreiras desestruturantes — a atual e a do Proifes. (Versão em PDF) Para uma excelente apresentação dos antecedentes históricos e fundamentos conceituais, ver a palestra de Luiz Henrique Schuch. (Íntegra no site Ufabcmob: partes 1 | 2 | 3 | 4 | 5)

[08/08] Coordenador do MPOG mantém ponto de servidores em greve e se demite

[16/08] Artigo de Rogério Cerqueira Leite na Folha de SP e no Jornal da Ciência da SBPC. Deixa o leitor perplexo. Dificil determinar se é um artigo irônico ou sério. As referências a Freud e Stephen Jay Gould parecem paródicas. Trechos:

 "A proposta do executivo federal para o ensino superior é não apenas generosa. Ela é também extremamente inteligente, pois concilia os valores acadêmicos com os interesses individuais. [...] O amortizador natural para excessos grevistas é a supressão de salários. Sem este dispositivo, a greve perde sua legitimidade e grevistas se destituem de autoestima, como crianças de pais ausentes, alienados. [...] Pretender, todavia, que reitores, promanados que são do corporativismo interno das universidades, venham a exercer sua inequívoca responsabilidade seria de grande ingenuidade, embora não haja dúvidas de que grevistas estão apenas testando seus limites, como as crianças que fazem "birra"."

O menosprezo com que este artigo trata a luta e mobilização dos docentes em prol de uma pauta de reivindicações plenamente justa é tristemente surpreendente…

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s